O uso de siglas no texto

Uma dúvida frequente nas redações é sobre o correto emprego das siglas. Há muitas variáveis a serem consideradas quanto a isso: o espaço que você tem para escrever, se o leitor compreenderá o que a sigla significa, se é uma sigla de uso corrente, qual o objetivo do texto e, até mesmo, é preciso avaliar a fluidez na leitura da redação. Considerando essas situações, o ideal é sempre citar o nome completo na primeira vez e empregar a sigla entre parênteses, a qual será retomada em outro momento do texto:

O Cadastro Nacional de Pessoa Física (CPF) passará a ser inserido na certidão de nascimento, pois a Receita Federal exigirá o CPF de todos os dependentes para fins de declaração Imposto de Renda (IR).

 

Se você citar o nome por extenso em todos os momentos o texto ficará cansativo e com um uso desnecessário de espaço (principalmente em redações manuscritas). Imagine como ficaria este título se todas as siglas estivessem por extenso:

Representantes da Funai, Ibama e Incra reúnem-se com o MST.

 

No entanto, no texto, é interessante apresentar para o leitor o nome completo de cada órgão, não considere que ele conhece o significado de cada sigla, dê essa informação a ele.

 

Mas como saber se devo usar apenas letras maiúsculas ou minúsculas nas siglas?

Convenciona-se usar as siglas das seguintes formas:

1) todas as letras são maiúsculas se cada letra corresponder a uma palavra, ou quando as letras são soletradas:
ABL - Academia Brasileira de Letras
CPF - Cadastro de Pessoa Física
INSS – Instituto Nacional de Seguro Social
BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento

*Observe que ao registrar por extenso cada palavra tem a sua inicial maiúscula.

2) somente a letra inicial é maiúscula se cada letra não corresponder necessariamente a uma palavra, ou se for pronunciada como palavra comum:
Funai - Fundação Nacional do Índio
Sabesp - Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo
Sudene – Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste
Masp – Museu de Arte de São Paulo
Detran – Departamento de Trânsito

3) usa-se maiúsculas e minúsculas quando é preciso diferenciar siglas ou marcar um plural, ou se foi convencionada dessa forma:
UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina X UFSCar – Universidade Federal de São Carlos
CPIs – Comissões Parlamentares de Inquérito
UnB – Universidade de Brasília
ICMBio – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

O uso de siglas pode ser um grande aliado para uma boa redação, além de deixá-la objetiva, faz com que economize um bom espaço sempre que ele for limitado, indica um domínio maior sobre o assunto e permite que você varie o vocabulário, evitando repetições desnecessárias.

Leia também:

Resenha – como fazer

Como fazer listas?

Linguagem inclusiva

Redação e Estudo de Caso - TRF 3

Autor(a): Professora Mariana Santana Marins, idealizadora do Escrever é Praticar. Especialista em Língua Portuguesa (UEL) e Mestranda em ensino de ciências humanas, sociais e da natureza (UTFPR - Londrina). Mais de 10 anos de experiência com aulas de português e redação na educação básica, no ensino superior e em preparatórios para concursos públicos. Revisora de diversas obras.

Gostou? Deixe um comentário!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.



Gostaria de receber um e-book com dicas de redação?

Preencha o formulário abaixo e receba em seu e-mail!
Selecione uma opção para receber informações sobre o assunto.