Prova Discursiva TRE PA – Tribunal Regional Eleitoral do Pará

O TRE PA – Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Pará publicou edital no dia 14/11/2019 de concurso público para provimento de vagas e formação de cadastro reserva para cargos dos níveis médio e superior.


Fique atento! Para este concurso será cobrado uma prova discursiva de no mínimo 20 e máximo 30 linhas, sobre o conteúdo específico ao cargo.


A banca escolhida para este certame é a IBFC (Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação), as inscrições ficarão abertas entre 18/11 a 17/12. Os vencimentos chegam a R$7.591,37 para os cargos de nível médio e R$12.455,30 para cargos de nível superior.

As provas estão previstas para serem aplicadas no dia 16/02/2020, no período da manhã, com duração de 4 horas para os cargos de nível superior. E no mesmo dia, no período da tarde, com duração de 3 horas, para os cargos de nível médio. Veja abaixo os cargos disponíveis e o que será cobrado nas provas:


Cargos de nível médio:

Técnico Judiciário – Área  Administrativa.

Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Operação de Computadores

Para estes cargos será aplicada uma prova objetiva composta de 80 questões de múltipla escolha, sendo 40 questões de conhecimentos gerais e 40 questões de conhecimentos específicos ao cargo.


Cargos de nível superior:

Analista Judiciário – Área Judiciária

Analista Judiciário – Área Administrativa

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Análise de Sistemas

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Medicina (Psiquiatria)

Para estes cargos será aplicada uma prova objetiva composta de 80 questões de múltipla escolha, sendo 40 questões de conhecimentos gerais e 40 questões de conhecimentos específicos ao cargo, além de uma prova discursiva.

A prova discursiva será composta de uma questão discursiva sobre o conteúdo específico ao cargo e deverá ser redigida em no mínimo 20 e máximo 30 linhas, podendo ter sua prova zerada caso o candidato não atinja ao mínimo de linhas exigido.


Conheça a diferença entre discursiva e estudo de caso:

Discursiva x Estudo de Caso


A prova discursiva será avaliada considerando os critérios de correção presentes no edital (Estrutura, Conteúdo e Expressão). O valor máximo será de 20 pontos, e será considerado eliminado o candidato que obtiver nota inferior a 6 pontos (nota igual ou superior a 6 pontos será considerado aprovado na prova discursiva). Ela é de caráter eliminatório e classificatório, ou seja, é determinante para a sua aprovação e boa colocação.

Terá corrigida a prova discursiva somente os candidatos que preencherem os seguintes requisitos conforme informado no edital:

9.1.5. A nota total da prova objetiva no concurso corresponderá à média aritmética ponderada, utilizando-se os pesos constantes da tabela indicada no item 9.1.1.

9.1.6. Os candidatos HABILITADOS na Prova Objetiva serão considerados APROVADOS nesta etapa se estiverem classificados até a colocação constante do quadro abaixo, respeitados os empates na última colocação, se houver.


Ficou com alguma dúvida sobre como será a prova discursiva para este concurso? Entre em contato, teremos um enorme prazer em atendê-lo.


Tem dúvidas sobre o nosso serviço?

Acesse este link e veja detalhadamente um passo a passo: Como Funciona

Veja também a seção “perguntas frequentes”, nela você poderá tirar dúvidas que são pertinentes na hora da contratação: Perguntas Frequentes

E, se mesmo assim ainda restou alguma dúvida, fique à vontade para nos perguntar, envie-nos  um e-mail acessando este link: Tem Dúvidas?

 

Leia também:

Prova discursiva para concurso público

Já pensou em aprimorar a escrita praticando?

[  Clique aqui e saiba mais  ]

Publicado em 22 de novembro de 2019 na categoria Concursos, IBFC, Outros, Redação

Gostou? Que tal compartilhar!

Autor:

Equipe Escrever é Praticar

Diga-nos o que achou desta publicação?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *