Redação para o TRT 6 – 2018

O edital para o concurso do TRT da 6ª região – Pernambuco foi publicado no dia 05/02 e as inscrições estarão abertas do dia 08/02 a 06/03. Se você está se preparando para este concurso e tem dúvidas quanto à prova discursiva, veja aqui um resumo sobre como ela será cobrada no TRT 6.

 

Para os cargos de Analista Judiciário – Área Judiciária e Analista Judiciário – Área Judiciária – Oficial de Justiça será cobrada uma Prova Discursiva cujo tema versará sobre os conteúdos específicos de cada cargo.

Sendo assim, para esses cargos o candidato deverá produzir um texto expositivo, no qual não há a necessidade de defesa de um ponto de vista, mas sim a apresentação de informações técnicas e teóricas a partir de um ponto específico do conteúdo programático.

 

Para os cargos de Analista Judiciário – Área Administrativa, Técnico Judiciário – Área Administrativa e Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Segurança, será cobrada uma Prova Discursiva – Redação, cujo tema versará sobre assunto de interesse geral.

Para esses cargos o candidato deverá produzir um texto dissertativo, no qual deverá apresentar um ponto de vista e defendê-lo por meio de argumentos concretos, demonstrando um raciocínio crítico e coerente.

 

Já para os cargos de Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Medicina e Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Tecnologia da Informação, será cobrado um Estudo de Caso em que o candidato deverá apresentar, por escrito, a solução, relacionada aos conteúdos programáticos de Conhecimentos Específicos do seu cargo.

Os candidatos a esses cargos deverão, então, produzir um texto que analise uma situação fictícia respondendo a itens específicos de forma fundamentada e de acordo com e conteúdo específico. Além disso, é preciso apresentar uma possível solução ou desfecho para o caso dado.

 

Serão corrigidas apenas as provas discursivas dos candidatos que obtiverem as melhores notas na prova objetiva, conforme quadros explicativos no edital.

A banca escolhida para organizar o certame é a FCC (Fundação Carlos Chagas) e as inscrições ficarão disponíveis entre os dias 08/02 e 06/03 no site da organizadora.

As provas discursivas para o TRT 6 estão previstas para serem aplicadas no dia 29/04/2018.

 

Para construir uma boa redação, inicie a prática desde já. E conte com o Escrever é Praticar para corrigir, analisar e orientar tudo o que você precisa ajustar no seu texto.

 

Conheça também:

As partes de um texto nota 10  (texto de um aluno que treinou com o Escrever é Praticar): https://escreverepraticar.com.br/redacao-nota-10-trt-fcc/

 

A estrutura da dissertação: https://escreverepraticar.com.br/estrutura-da-dissertacao-2/

 

A diferença entre estudo de caso e texto discursivo: https://escreverepraticar.com.br/estudo-de-caso-x-discursiva-qual-a-diferenca/

Autor(a): Escrever é Praticar

Gostou? Deixe um comentário!

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e são aplicáveis a Política de Privacidade e os Termos e condições do Google.



Paiva

3 anos atrás

Boa tarde!

O edital informa que a prova discursiva para Analista Judiciário – área Judiciária “consistirá de uma questão teórico-prática, relacionada aos conteúdos programáticos de Conhecimentos Específicos”. Essa questão teórico-prática não se trata de resposta direta aos questionamentos que forem postos?

Sinceramente, estou com dúvidas de como fazer essa prova discursiva. Se tiver uma forma de esclarecer, por favor, posta aqui.

Abraço!

Prof. Mariana

3 anos atrás

Olá!

A questão teórico-prática é uma resposta objetiva sobre algum ponto do conteúdo específico, por isso o candidato deverá apresentar referências teóricas e também práticas em forma de um texto discursivo. A organização desse texto pode seguir a seguinte sequência:
1º. Apresente uma resposta objetiva e direta à questão ou assunto central da proposta já indicando a referência teórica principal.
2º. Exponha, na mesma ordem, os aspectos obrigatórios indicados na proposta / ou siga a ordem lógica e natural do assunto, sempre associando as informações e explicações ao conteúdo específico. É nesse momento que o candidato precisa relacionar a teoria à pratica, explicando como é aplicado o conteúdo ao tema apresentado.
3º. Não é preciso uma conclusão específica, você pode finalizar o texto com uma afirmação que resuma o que foi discutido, ou marcando o último período com um conectivo conclusivo.

Para receber orientações mais específicas e uma correção personalizada, aguardo você aqui no Escrever é Praticar.
;)
Um abraço,
Prof.ª Mariana.

Neila

3 anos atrás

As dicas de vocês têm sido de grande valia a meus estudos.Parabenizo o idealizador desta ferramenta “escrever é praticar”

Escrever é Praticar

3 anos atrás

Olá, Neila.
Ficamos muito felizes por poder ajudar :)

Um abraço.

Gostaria de receber um e-book com dicas de redação?

Preencha o formulário abaixo e receba em seu e-mail!
Selecione uma opção para receber informações sobre o assunto.