Principais defeitos de um texto dissertativo

Diante da folha pautada em branco é muito importante saber também o que NÃO DEVE SER FEITO.

Para não errar, veja a lista abaixo com os principais defeitos de uma dissertação seguidos de possíveis soluções.


DEFEITOSPOSSÍVEIS SOLUÇÕES
I. Quanto ao tema
a) Fuga total
b) Tangenciamento do tema (poucas referências a ele)
c) Ausência de posicionamento
a) Faça um resumo da ideia- núcleo de cada texto.
b) Uma vez detectado o tema, faça um levantamento de ideias a serem usadas.
c) Determine a que ponto quer chegar: o que deseja provar.
II. Quanto à estrutura
a) Introdução sem contextualização
b) Desarticulação entre as partes constitutivas
c) Conclusão com ideias novas, provocando fuga parcial
a) Releia as diferentes formas de se estruturar o tópico frasal.
b) Procure estudar coesão textual, principalmente o emprego dos conectivos.
c) Explicite a Idea principal que estava implícita no percurso argumentativo.
III. Quanto aos recursos argumentativos
a) Erro na manipulação dos dados
b) Emprego excessivo do argumento de exemplificação
c) Generalizações sem provas concretas
d) Perguntas inexpressivas
e) Argumentação fundamentada na primeira pessoa
a) Use apenas dados de fontes confiáveis.
b) Tente empregar argumentos baseados em juízos.
c) Evite essas generalizações.
d) Use apenas perguntas retóricas.
e) Tente empregar a terceira pessoa (neutra).
(Fonte: Anglo, livro-texto, 2002)

 

Vale ressaltar que não basta apenas “decorar” essa lista, é preciso escrever – e muito! – para saber quais são seus erros e assim procurar mecanismos e orientação para não os cometer mais.

Depois disso, a regra praticar com frequência a fim de não falhar mais.


Leia também:

Resenha – como fazer

Como fazer listas?

O uso de siglas no texto

Cuidados com a caligrafia

A importância do uso de sinônimos no texto

Já pensou em aprimorar a escrita praticando?

[  Clique aqui e saiba mais  ]

Publicado em 5 de fevereiro de 2014 na categoria Concursos, Redação

Gostou? Que tal compartilhar!

Autor:

Professora Mariana Santana Marins, idealizadora do Escrever é Praticar. Especialista em Língua Portuguesa (UEL) e Mestranda em ensino de ciências humanas, sociais e da natureza (UTFPR - Londrina). Mais de 10 anos de experiência com aulas de português e redação na educação básica, no ensino superior e em preparatórios para concursos públicos. Revisora de diversas obras.

Diga-nos o que achou desta publicação?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *